2/21/2018

Manifesto em defesa da procrastinação.

É manhã. Você já está acordado, de café-da-manhã tomado e pronto para começar um produtivo dia. Sua lista de tarefas está prontinha e você já planejou quanto tempo pretende gastar em cada uma delas e o que fará quando, no final da tarde, finalmente tiver um tempo livre para o lazer.

(Fonte: Pixabay)

 Mas eis que, ao sentar para realizar a primeira tarefa da lista, você nota que seu computador está com uma pequena sujeirinha na tecla F4. Não tem o que fazer, você tem que limpar porque você precisa dela, né? Mas, uma vez que você já vai limpar essa tecla, por que não limpar todo o teclado?



Teclado limpo, você está pronto para voltar ao trabalho. Mas como começar a trabalhar sem se atualizar nas notícias do dia? “Meu Deus, a Europa está muito perigosa com todos esses atentados, os preços das passagens devem ter caído, quanto será que estão? Vou verificar. Olha, não caíram, mas será que o euro caiu? Também não...e o dólar? Não, também não. Sem Disney esse ano. Ah, falando em Disney, me mandaram um meme tão engraçado do Mickey....será que tem Mickey na carreta furacão? Gente, olha, eles se envolveram em uma briga no meio de uma festa infantil...ahh, as gêmeas da Ivete já nasceram! Que lindas! Será que BruMar voltaram? Preciso encaminhar isso no grupo do Whatsapp...ai gente, que vídeo é esse que me mandaram? Muito hilário, tenho que postar no Face! Olha esse vídeo de cachorrinho dessa página, preciso marcar meus amigos (...)”

"Estou muito ocupado fazendo coisas que não preciso para evitar fazer o que eu deveria de fato." (Fonte: Imagem)


E quando você menos percebe, já é a hora do almoço e você não fez nada do que deveria ter feito.

A procrastinação é a mais subestimada das artes modernas. Somente um artista consegue perceber e apreciar a beleza em enrolar até o último momento para cumprir uma tarefa, sabendo que você sempre pode contar com a inspiração (aka pânico, suor, lágrimas e mais pânico) de último minuto para magicamente cumprir em uma hora a tarefa que você teve uma semana para fazer. E, inclusive, alguns especialistas acreditam que o pânico do último minuto realmente ajuda a ser mais eficiente e criativo, então quem é você para discutir com especialistas, né?

"3:52, vou começar a fazer a lição às 4" "4:03, ops, acho que terei que esperar até às 5" (Fonte: Imagem)

Na verdade, as pessoas são muito injustas com essa tão importante arte. Graças à procrastinação eu fiz coisas que jamais teria feito se não estivesse buscando formas de adiar uma tarefa ainda mais chata. Marcar consulta no dentista, limpar sua caixa de e-mail, organizar sua estante de livros, tomar café da tarde com aquela sua tia que lembra de todas as histórias da sua infância (e da dela também)... você jamais faria nada disso se não estivesse tentando adiar outra tarefa até o último minuto.

Afinal de contas, em time que se está ganhando não se mexe, não é mesmo? E se for para mexer, que seja mais tarde, porque agora eu preciso mesmo ir checar porque minha estante está bamba. Por falar em bamba, será que aquela banda de axé ainda existe, Oz bambaz? E por falar em axé, as gêmeas da Ivete nasceram (...)


SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Carol Candido. All rights reserved.
Blogger Templates by pipdig