3/16/2012

O Palazzo Ducale, em Genova, e um pouco de história.


Quem disse que um passeio não pode ser, ao mesmo tempo, divertido e instrutivo?
Na Piazza de Ferrari, praça principal da cidade de Genova, está localizado o Palazzo Ducale. A construção do edifício data do final do século XIII e é a antiga residência dos duques de Genova. O palácio tem uma torre, a Torre Grimaldina, cuja construção foi ordenada por Alberto Fieschi, também no século XIII. Essa torre serviu como cárcere de prisioneiros políticos nos séculos XIX e XX. Hoje em dia o Palazzo Ducale é sede de diversas exposições de arte e um dos principais pólos museológicos da Liguria.
Fachada do Palazzo Ducale da Piazza de Ferrari

Fachada do Palazzo Ducale da Piazza Giacomo Matteoti

Torre Grimaldina




Escada da parte interna




Sábado passado eu e o Vi fomos fazer uma visita ao Palazzo Ducale. Compramos o ingresso na bilheteria, no valor de 5 euros, e subimos de elevador para a torre. Primeiro vimos um vídeo que explicava a história do Palazzo Ducale e da torre que visitávamos (essa que acabei de contar) e a importância de tal construção. Depois um senhor nos entregou chapéus de proteção, como aqueles usados em obras, e prosseguimos o tour.
A primeira cela que visitamos foi aquela em que Jacopo Ruffini (patriota italiano e membro da Carbonária - sociedade secreta anticlerical e com ideais liberais) encontrou a morte. De acordo com os registros históricos ele suicidou-se, mas dizem que na verdade foi assassinado. Logo de cara entendi o porquê dos chapéus: as portas são minúsculas e para entrar, mesmo eu que sou pequena, tive que me encurvar toda.





Acima: foto da entrada da cela de Jacopo Ruffini, foto do interior da cela e foto de uma das placas explicativas. 

Depois de passar por algumas celas, subimos uma escada extremamente íngreme que leva ao topo da torre, onde há mais uma cela com grandes janelas das quais se pode obter uma vista panorâmica da cidade. Em todas as celas há muitas inscrições na parede, algumas feitas pelos prisioneiros e outras por fanfarrões que, visitando o lugar, quiseram deixar sua marca.
Nessa última cela as paredes são cobertas de desenhos históricos.



Acima: escada que leva ao topo da torre, porta de uma das celas, desenhos na parede da cela e vista panorâmica


Por fim, empolgados com tudo isso, resolvemos também visitar a exposição que está atualmente no Palazzo Ducale, chamada "Van Gogh e il viaggio di Gauguin". Nessa exposição se pode encontrar grandes obras de arte da pintura européia e norte-americana dos séculos XIX e XX, e também cartas originais de Van Gogh.  O tema da exposição é a viagem, seja viagem de fato ou como forma de 'aventura interior', descoberta de si. A exposição tem como pontos centrais os quadros de Van Gogh, tendo cerca de 40 deles, e o quadro Da dove veniamo? Chi siamo? Dove andiamo? de Paul Gauguin, que fica exposto no museu de Boston e foi emprestado pela segunda vez para a Europa (isso é um orgulho enorme para os genoveses, todos os sites que falam da mostra falam sobre isso com muito orgulho. A primeira vez que o quadro veio foi para uma exposição em Paris). A mostra também conta com quadros de célebres pintores como Monet, Morandi, Kandinsky e outros. Tirei foto de um dos quadros que fica logo no começo da exposição, mas é foto de celular e escondido, então não ficou grande coisa.
Albert Bierstadt (Tra le montagne, 1867, óleo sobre tela)


É uma exposição maravilhosa e motivo de orgulho pros genoveses. Gostei bastante de ter visto e deu até vontade de comprar alguns souvenirs, mas depois que o cara da chapelaria demorou cerca de 20 minutos para encontrar nossas coisas, não compramos nada (mentira, é porque era tudo caro mesmo). 
Saindo da exposição para a Piazza Giacomo Matteoti, encontramos uma feirinha  a céu aberto de alimentos tipicamente italianos. Nela podia-se comprar macarrão de diversos tipos, queijo, salame e muitos doces. Compramos uma torta de nozes (que é um dos sabores preferidos do Vi) e depois fomos comer uma pizzata (depois quero falar melhor das pizzatas, os italianos comem pizza como nós comemos salgados tipo coxinha, compram um pedaço e saem comendo pelas ruas. E é uma delícia. Mas depois falo mais disso porque tá enorme esse post).

Enfim, fiz esse post pra demonstrar a importância cultural de Genova, que poderia passar despercebida mas que realmente tem me conquistado muito. Cada dia descubro algo que me surpreende nessa cidade.

GuardarGuardar
SHARE:

Um comentário

© Carol Candido. All rights reserved.
Blogger Templates by pipdig